OSHENGRAH

A nova consciência

Códices de Luz - Proclamação da Lei Antiga

Stacks Image 1604




(RECEBIDOS EM LYS)

SOTHER OTHAR – “SOL-RAH”
(ARO SOLAR 555- 515.....15151515151515151515.....)






ANU TAS HIM

Dentro de LYS, o Comando Dévico Guardião do local é ANU TAS HIM, e envia a sua Energia de Fogo, como Guardião da Lei e Senhor do Sacrário dos Códices de Luz.

YMA NAH AKA é a Grã Sacerdotisa que de LYS opera os Espelhos, como difusora da Vida-Vontade da MÃE, que emana de SHI KHU MAH (ou SHIKUMA) – Um dos Aspectos Internos da MÃE em LYS.

ELLYS é a Emanação Puríssima da Vontade-Amor - Edificante da MÃE, representando, como Hierarquia, a MÃE, sendo a projecção activa do Deus da Lei.

Por outro lado representa ELIAS (ELLYAH ou ELLIAH) o Grão Sacerdote, no aspecto Feminino.

ANU-TAS-HIM, como Consciência Dévica, está sob a Colaboração do Templo de Projecção dirigido por YMA-NAH-AKA (também designada YMANAYKA)

YMANAYKA é, por sua vez uma expressão de ELLYS e de THAYKHUMA.


NOTA
Os “Códices de Luz” estiveram anos retidos pelas forças da Sombra que se apoderaram da Obra, sendo que só agora, em 2012, foram resgatados e trazidos à Luz, sendo feita a sua divulgação.


CÓDICES DE LUZ – A LEI ANTIGA

Sob o nome de Lei Antiga reúnem-se as Leis Universais Divinas, que são as Leis Naturais do Universo.

SÃO DOZE E NÃO DEZ

As dez primeiras foram dadas a Moisés, no alto do Monte Sinai, e eram Dez porque eram as Leis Civilizadoras de Deus.

Estas são Doze porque são as Leis Espirituais e orientam a humanidade no Caminho Crístico ou da Cristicidade Interna de cada um. São doadas pela MÃE.

São elas:

  • A Lei do Pensamento

  • A Lei do Suprimento

  • A Lei da Atracção

  • A Lei do Recebimento

  • A Lei do Progresso

  • A Lei da Compensação

  • A Lei da Não-Resistência

  • A Lei do Perdão

  • A Lei do Sacrifício

  • A Lei da Obediência

  • A Lei do Sucesso

  • A Lei do Amor



O Conhecimento destas Leis e o colocá-las em prática, completa o Legado Crístico e o Seu “Corpus Hermeticus” da Doutrina.

A MÃE vem nesta época especial completar o trabalho do FILHO, como Novo Arauto ou Fogo do Espírito Santo.
1ª Lei

A LEI DO PENSAMENTO

Mateus 6: 22-23

“... A candeia do corpo é os olhos; de sorte que se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz;...se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se portanto, a luz que há em ti, são trevas, quão grandes serão tais trevas!...”

O Pensamento é o fluxo que vem da Consciência, é uma das manifestações da Glória de Deus, pois esta é a Inteligência.

Provém do Espírito, o qual é o Embrião de Deus no homem, a Sua Imagem que permanece em nós.

O Pensamento deve ser harmonizado e orientado para a Fonte Divina, Deus, para que seja unido à Fonte.

Os Pensamentos devem ser criativos, positivos, para fortalecer a união e o entendimento entre os seres, estabelecendo a PAZ entre os homens.

Os Pensamentos devem estar unidos aos impulsos dos Sentimentos que brotam do Coração.
Deve o Coração estar purificado e em Deus para que os Pensamentos que brotam sejam Puros.

O Pensamento procede do Plano Mental como pensamento, sendo que os seus impulsos vêm mais Acima da Não-Mente, como impulsos do Espírito.
O Plano Mental liga-se ao Corpo de Desejos e ao Plano Emocional.
Há todo um trabalho de Purificação a ser feito para que o Pensamento seja “de Luz” e possa impulsionar o homem no Caminho da sua evolução.

Para que o Pensamento seja positivo, construtivo, deve o homem assumir a Pureza, tem que ser puro de coração como uma criança. Por isso se disse que só os Puros de Coração verão a Deus. Quer isto dizer, que só esses estarão em conexão com o Principio Divino neles mesmos através de uma outra lei que é a Lei da Correspondência.

O Pensamento gera o acto. A acção é importante que seja positiva, porque é Karma e o Karma semeado, gera sempre reacção.
Se o Karma semeado for bom ou positivo, é uma acção de luz, fruto de um pensamento de luz, trará, como recebimento a luz ou o bem.
Por isso Cristo nos disse para juntarmos tesouros no céu; criarmos as jóias recebidas a nível espiritual, guardadas no Corpo Causal. Isso é tratar de que a lâmpada tenha boa luz; os pensamentos façam os olhos ver as virtudes, as boas obras.

O Pensamento e a acção estão unidos. Eles estão abrangidos pela lei interna que os rege, que é a Lei da Correspondência ou da Ressonância. Esta Ressonância chama-se PRADASHYA, que é um portal de comunicação entre tudo o que existe, incluindo as Esferas de Luz e as Esferas das Trevas.

Cada ser é ele mesmo uma LEI e nela se encontram todas as decisões.


UATAH MAYAH AKATAH PRADASHYA SAALAMEK MATAH! (3x)


BENDITO O PACÍFICO E LUMINOSO FIO DA VIDA INFINITA
QUE GERA A FORÇA DA CORRESPONDÊNCIA ENTRE OS UNIVERSOS CREADOS!” (3x)

2ª Lei

A LEI DO SUPRIMENTO



Mat. 7:7

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á”

Todo aquele que precisa ou tem carência tem de pedir para obter o suprimento do que necessita.

Todos necessitamos da “nutrição Divina”, mas essa “nutrição” não é igual para cada um, pois cada um é diferente, idêntico mas diferente, e cada um necessita do alimento adequado a si mesmo, não de outro que não seja o seu.

O Caminho da Alma é o encontro com o Cristo, para poder mais tarde manifestar-se o Buddha.
O Cristo é o Santo, o Santo Virginal, o Puro e o Inocente Sábio. É Aquele que tem de ser alcançado no Caminho da Iluminação.

O Cristo é o “Herói”. O que se Sacrifica pelos outros, Aquele que Atrai a Si todo o foco de sofrimento e escuridão e se auto-sacrifica por todos os que estão nesses estados de confusão e negatividade. Ele sucumbe ao peso do fardo “morrendo” por todos. Com a Sua Morte, morre n’ ELE e com ELE todo o foco de negatividade, pois Ele é a estrela Mais Brilhante (ASHTAR SHERAN – o que significa literalmente o nome “Estrela ou Sol Mais Brilhante” ou “Sol Resplandecente”).
ELE vem para Iluminar toda a Treva, Pacificar toda a Discórdia, corrigir toda a Dissonância.

Todo o Buddha, antes de ser Buddha tem de ser Bodhishattwa (Cristo), um importante estágio ao caminho da Suprema Compaixão.
O voto é “onde houver ódio, que eu leve o Amor; onde houver erro, que eu leve a Verdade...”.
Serviço dedicado a todos os seres, por pura Compaixão do Grande Sacrificado AVALOKITESWARA e a Grande MÃE (KANZEON BOBATSU e KANNON BOBATSU), os Senhores da Compaixão, de onde emana o mantra sagrado “OM MANI PADME HUM”.

O Grande Mestre Supremo do Universo ramifica a Sua “Trans-Consciência” Ultra desenvolvida em miríades de pontos de luz de pequenas unidades de Consciência ou MAHASHAK ATMAYA, que se constituem nas “unidades de aprendizagem dilatadas da Mente Superior” UAKATON.

Assim, cada um deve executar o seu ZAABEK-MAHAKTA (Pedido Particular), para que, pela Lei da Ressonância, o Acima se una ao Abaixo e lhe dê o influxo codificado com o programa que cada um necessita. Digamos que é a senha, a “password” que determina a abertura do programa informático que está, na 6ª Dimensão disponível a nutrir o terminal aqui na 3ª Dimensão.

Deus (a Mente Cósmica) tudo sabe e tudo conhece, mas não nutre o “terminal” sem que ele peça ou reclame o seu “insight”.
Por isso, em cada dia temos de dirigir-nos à Mente Cósmica e pedir o alimento directo e particular, a nossa qualificação energética da Divindade.



MANUAK UATANAH INTINUKTANAYA! (3X)

SAUDAMOS A FONTE UNIVERSAL E PEDIMOS A LUZ E O DISCERNIMENTO
PARA O NOSSO CRESCIMENTO, COM A BÊNÇÃO DO PAI-MÃE! (3X)



NOTA ACLARATÓRIA

CRISTO – significa O Incendiado no Amor Divino, O que se doa a Si Mesmo, o Rei da Compaixão.

O CRISTO CÓSMICO é o FILHO ETERNAL de Deus, pertence à Ordem dos FILHOS ETERNAIS, à Qual Lúcifer pertencia antes da Rebelião.

OUDAMAH MAEL é o CRISTO CÓSMICO na ILHA PARADISÍACA PRIMORDIAL HAVONA

SILGHAR é o Cristo Cósmico Sidero-Galáctico.

MIKAH é o Creador deste Universo Insular Local de NEBADON (conhecido por Via Láctea). O Seu Nome é EL-MIKAH

Uma parte de Si é a Geração dos Eternais Paradisíacos, sendo eles MICHEL (O Cristo Nebadoniano), Seu Irmão EMMANUEL e os restantes Cinco que são os Sete Espíritos ante o Trono.

O sétimo era LÚCIFER, agora é LANAFORGE, que foi promovido na Hierarquia após a queda do primeiro.

MICHEL de Nebadon, noutro plano “abaixo” é a Hierarquia ASHTAR ou MIKAEL. O Cristo Miguel ou MICHEL de NEBADON é o que corporificou em Jesus Cristo.

Assim SILGHAR é “Acima”, ASHTAR SHERAN “Abaixo”.

MIKAEL, ASHTAR SHERAN, que é Acima, o Próprio METRATON (função dividida com SANDALFON), deu a sua própria essência para, numa dimensão mais “Abaixo” gerar a Humanidade deste Planeta.
Sendo Ele “Acima” o CRISTO MICHEL de NEBADON, reflexo de MIKAH, é o Pai de todas as Humanidades rebaixadas, aprendizes de Anjos e Embriões de Creadores Siderais como o Grande EL-MIKAH.

Assim, pela integração multidimensional, Jesus é Ashtar (sendo cada um expressões distintas do Mesmo), é Miguel e todos são a Humanidade pois cada um de nós é uma partícula de Luz do Arcanjo Miguel que nos defende do Mal.


3ª Lei

A LEI DA ATRACÇÃO

Luc. 12:34
“... Porque, onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração...”

Esta Lei é a Chave para o funcionamento da Lei da Ressonância.

Funciona também como resposta à Lei do Pensamento, sendo essa a que move e activa o funcionamento desta.

De certa forma permite-nos entender que somos aquilo que atraímos.

Atraímos
da forma como agimos. Agimos como pensamos.

Pensamos e criamos a nossa “realidade” pela projecção do Pensamento.

O que pensamos, pela activação do Portal PRADASHYA, atrai as proporções correctas de Energia para que se dê a realização e “materialização” do que foi pensado.
O pensamento, pela Lei da Atracção, é o imã para a concretização, para a existência de algo definido.

A invocação ou Apelo às Forças Superiores, pela Lei da Atracção, trá-las até nós.

Por isso, como estiver a nossa Mente, assim estará o nosso Coração.
O Coração é a Sede da Mente e do Espírito.

Como estes estejam, assim estará o Coração aberto ou fechado para o Amor e a Compaixão.

MANAYA SHAM ATUANAK! (3x)

MENTE DE PAZ ANCORA NO MEU CORAÇÃO (3X)



4ª Lei

A LEI DO RECEBIMENTO

Luc. 16:9-11

“... E eu vos digo: Granjeai amigos com as riquezas da injustiça, para que quando estas vos faltarem, vos recebam eles, nos tabernáculos eternos.
Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito.
Pois se, nas riquezas injustas, não fostes fieis, quem vos confiará as verdadeiras? “

Esta Lei tem duas formas de ser considerada.

A primeira é a lei da prudência e da astúcia ainda em vigor para o mundo 3D (3ª Dimensão Física) como ainda está, em que se deve saber gerir e administrar sobre os bens terrenos a que se é chamado, podendo conceder favores a fim de que quando chegue o momento de o próprio precisar de favorecimento, ter a gratidão de aqueles a quem beneficiou o que lhe servirá de suporte na necessidade.

Se favorecer o necessitado, quando for necessitado, aquele que foi favorecido retornará com algo. Esta é a Lei do Recebimento.

Aquele que nisto for governador corrupto, ninguém confiará nele porque o terá por ladrão.

Na administração pública ou privada há que ser sábio, astuto e honesto.

O outro aspecto da Lei é o semear. Há que semear as boas obras para que possa encontrar o justo recebimento.
A Lei do Recebimento está a nível espiritual ligada e dependente da Lei da Sementeira ( o semear).
Uma figueira não pode dar senão figos.
As obras da sementeira são a verdadeira demostração da fé ou da falta dela. Pelas obras todos são medidos e pesados (Tiago 2:13, 18, 24).

Assim são as obras da Fé, o Tesouro escondido que teremos guardado no “céu”, ao partirmos deste mundo.

Esta é a Lei do Recebimento ou da Recompensa.

UASHANA TANAYA! (3x)

“EU SOU DIFUSOR DA LUZ E RECEBO AS BÊNÇÕES DIVINAS!” (3X)



5ª Lei

A LEI DO PROGRESSO

Luc 6:38

“...Dai, e ser-vos-á dado; boa medida recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes, também vos medirão de novo...”


O progresso individual é obtido pelo processo da descida às trevas ilusórias da matéria, ao assumir ligar-se o ser a um corpo físico tridimensional num mundo expiatório.

Cada vinda ou passagem, cada renascimento é uma forma de se aperfeiçoar a consciência.

O Mestre está em cada um, porque cada um é Deus, inicialmente adormecido e desconhecido de si mesmo, mas pouco a pouco irá despertando na medida em que se deixar inundar pelo Amor e a sua prática incondicional, descobrindo a verdadeira missão do ser que é o doar-se inteiramente ao seu próximo e aos animais e plantas, pois os reinos inferiores (não expressados ao nível humano) são tutelados por Consciências Angélicas e todas as Consciências são o Universo dos seres sencientes.

A evolução e o progresso são levar a Compaixão a todos os seres sencientes.

Só assim se logrará alcançar a Perfeição, pela prática da Compaixão. Só assim o discípulo será como o seu Mestre (Lucas 6:40).

Dai Amor, atenção a uma flor, ao vento, ao sol, às estrelas, aos pássaros que voam no céu, às borboletas que vão de flor em flor, a todos os animais, derramai constantemente ao vosso redor a Misericórdia (Lucas 6:36) e sereis recompensados, pois o Deus desconhecido que está em vós despertará e vós sereis a Sua Expressão.

Esta é a Lei do Progresso, alcança-se pela constante doação e entrega.

SHAMANAY AKU ATARA! (3x)

CRISTO É A FORMA QUE ME MOVE E TRANSFORMA! (3X)







6ª Lei

A LEI DA COMPENSAÇÃO

Gálatas 6:7

“... Não erreis; Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará...”

Não penseis que se pode enganar o Altíssimo, tudo o que se faz está registado e estes registos estão guardados no vasto campo do Universo e acompanham o homem aonde ele for,

É conhecida a Lei à qual está ligada como Lei de Causa e Efeito, e esta, por sua vez, é conhecida como Lei do Karma (Acção), embora, correctamente, a Lei do Karma está ligada à Lei da Causa e Efeito e uma não é a outra.

Tudo o que é feito, está semeado, dará inevitavelmente um fruto. Se esse fruto for de má qualidade é porque a semente que lhe deu origem não era boa.

De nada serve ao homem tentar negar ou desculpar-se dos seus actos, pois em verdade, todo o ser sabe, intrinsecamente, o que é correcto e o que não é correcto fazer-se. Isso está gravado na Consciência, onde está expressa a Verdadeira Moral. Até os animais sabem quando procedem mal e buscam esconder-se de nós.

Por isso não pode o homem dizer: “não sabia”, pois todos têm dentro de si a semente de Luz e Verdade para os guiar além de qualquer religião.

A Lei da Compensação é a Lei da recolha dos frutos que foram semeados e cuidados.

Ela é absolutamente justa e nunca falha.

É Tutelada pela SHEKINAH e o Seu Esplendor. Deve ser pois tratado o Mental do homem para que o Bem ancore aí e se feche a porta do Mal.

ATA MANAYA SHEKINAH
IMMANAYA SHAKHIM!
(3x)

SEJA A MENTE PURIFICADA PELA SHEKINAH, PARA
QUE A OBRA SEMEADA SEJA DADORA DE BELOS FRUTOS! (3X)




7ª Lei

A LEI DA NÃO-RESISTÊNCIA

Mateus 5:39

“... Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra;...”

Sempre que se resiste, gera-se uma força de oposição e sempre que a força da oposição é tocada gera-se igual ou superior força antagónica, e esta continuidade de resistências não termina enquanto não houver cedência e se enfrentar pacificamente a situação pondo em marcha a “acção da não acção”.

Para isto há que entrar no entendimento do princípio indivisível, na Unidade, além da dualidade.
Há que voltar ao tempo do Arcanjo Lúcifer, antes da sua queda, ao tempo do Esplendor.

Assim, na Consciência do ZOHAR, (O Sublime Esplendor de Deus) está a Unidade e a Unificação.

Há que ver o mal como um aspecto da ausência do bem.
Tudo aquilo que se afirma, ao dar-se-lhe o nome, gera o seu oposto.

Assim, ao pensarmos no Bem, atraímos inerentemente o Mal (a ausência do Bem), porque um anda atrás do outro.

Se alguém nos agride e se lhe resistimos despertamos a sua acção reactiva ao reagirmos com agressão.
A violência gera violência quando respondida com a violência.
É por isso que as guerras não são solução nenhuma para a humanidade, pois só aportam dor, sofrimento e destruição.

É importante entender o tocar a consciência do “além do bem e do mal” da Unidade, indivisível.
Cultivar o espírito da “Não-Violência” a “Acção da Não Acção”, é a “Não Resistência”.

Este é um princípio de tolerância e harmonia. Não resistindo se anula o que nos procura afligir. Além da mente, da existência e do ser.

SHAMANAY YAH MATNAYA SIKAYAH! (3x)

EU SOU A UNIDADE!
EU SOU A ACÇÃO DA NÃO ACÇÃO! (3X)

8ª Lei

A LEI DO PERDÃO

Lucas 6:37

“Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão”

A Lei do Perdão está implícita à 12ª Lei, a Lei do Amor, mas também vem ligada a outra Lei, a Lei do Desapego.

Para perdoar é preciso ter Amor por aquele a quem se perdoa,
É preciso entender que o erro é um caminho de aprendizagem e é de erro em erro que se aprende e se compreende que não é correcto actuar daquela forma.

O que busca o perdão, deve primeiro integrar que o erro não é correcto e medir as consequências dos seus actos e decisões. Depois disso deve arrepender-se desse erro e confessá-lo, pedindo perdão por ele e penitenciar-se (não castigando-se) pela prática da acção correcta, que anule as consequências dos erros.

Pedir perdão e obtê-lo é a correcta forma de ter uma segunda oportunidade de crescimento na vida.

O perdão nunca deve ser condicional ou condicionado. Deve ser dado de coração livre de ressentimentos.
O perdão das faltas é a “borracha cósmica” que apaga o registo do erro e anula a consequência do “mau karma semeado”.

Devem os seres humanos ser compassivos e misericordiosos com os seus irmãos pois os maus juízos feitos e as condenações sobre eles efectuadas, não ajudam ao progresso de quem julga nem de quem é julgado, gerando-se aí laços de ressentimento que podem projectar-se a outras vidas futuras, com karmas dolorosos, sem qualquer necessidade.

O perdoar é um estado de Compaixão e ser Misericordioso e Clemente com o seu semelhante. Isto está implícito no Amor.

Também é preciso entrar na Lei do Desapego, para poder desapegar-se emocionalmente daquilo que, por ventura, o magoou.

O perdão deve ser estabelecido imediatamente no momento (ou no mais próximo possível) da ocasião em que se é alvo de ofensa.
Não é bom guardarem-se mágoas ou ressentimentos com que nos ofendeu. Tão pouco é bom sentirmo-nos ofendidos.
No momento ou proximamente, pensar “Perdoa-lhe PAI ( EU SOU) porque não sabe o que faz”.
O perdão deve ser estabelecido logo de imediato dentro do ofendido, embora não deva verbalizá-lo àquele que o ofendeu.


O perdão só deve ser concedido ao outro (embora já tenha sido atribuído dentro do Coração do que foi ofendido) senão apenas quando ele o pede, porque já manifesta um caminho de autoanálise, arrependimento e trabalhou a sua consciência para a anulação e desagravo das acções erradas cometidas.

Esta é a Lei que mais tem de ser trabalhada pelos seres humanos.

Não deve pois condenar-se aquele que ofendeu ou errou, mas perdoar-lhe os erros.

Libertando esse peso de acusar ou estar magoado, fica-se em PAZ

UANA UAHNAYA INTI URU AMAH! (3x)

“EU SOU A LUZ DA COMPAIXÃO AMANDO
E PERDOANDO, AQUI E AGORA! “ (3x)


9ª Lei

A LEI DO SACRIFICIO

Mateus 7:14

“... E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem....”

A Lei do Sacrifício está implícita à Lei da Doação, visto que é necessário doar-se ao espírito de Sacrifício.

O espírito de Sacrifício está assente na própria ascese interior, no Caminho da descoberta. É o Caminho do encontro da Cristicidade, o Encontro com CRISTO.

Esta Lei legitima o Santo Sacerdócio segundo o Filho de Deus (Heb. 7:21, 22, 28).

Para poder alcançar o Caminho de Cristo é necessária muita Doação, Renuncia e Sacrifício.
Isso implica a vivência na Ascese Interna, a pratica da Meditação, a Oração como via para contactar o Reino do Espírito, ligar-se plenamente ao Pai, alcançar a Consciência da Divindade, para poder sentir que é o Caminho da Verdade e a Vida do EU SOU. Esta identificação tem de ser tão forte que tem de ter a consciência dessa União, sem o sentido de separatividade, o que leva a afirmar “EU e o PAI somos UM” e também “quem me viu a mim, viu o PAI”.

É a Renúncia desejada, como a Entrega para que se possa dedicar totalmente à Obra, tal como Jesus disse: “Quem quiser vir depois de Mim, que se despoje de tudo o que tem, abandone a sua família, pegue na sua Cruz e siga-Me”.

Este é o Caminho do Sacrifício da Doação e da Expiação.
O Candidato ou discípulo que segue este caminho, deixa todos os laços familiares, posição social, profissão, tudo, fazendo voto de pobreza, desfazendo-se dos seus bens, segue a Cristo, entrega-se totalmente vivendo da certeza de ser cuidado em cada dia pelo PAI.

Enfrenta-se as afrontas do desdém, as censuras dos “amigos”, as reprovações dos parentes, o ser apodado de louco, tudo ele enfrenta com resignação e decisão, pois nessa via expiará sacrificialmente pelos seus erros passados primeiro, depois aprenderá a oferecer o sacrifício pelos amigos e conhecidos; de seguida ofertará pelos inimigos e por todos os desconhecidos. Por último oferecer-se-á como oblação sacrificial expiatória por toda a humanidade, à qual ele se sente ligado, como PAI e Irmão de todos.

Sacrifica-se por todos os que estão retardados a encontrar o Caminho da Compaixão.
Esta via do Sacrifício é o que se chama “domar o tigre”.

Cada um pode e deve entrar no Caminho Sacrificial, mesmo que não vá tão profundo, à fusão com a Consciência Crística, deve renunciar e doar-se à causa Espiritual, buscando a Via da Santidade.

Santo, verdadeiramente é aquele que faz a Vontade do PAI.
Santo, é o que vive em rectidão e justiça e ama o seu próximo.

Este é o Caminho Discipular. Viver a Lei do Sacrifício é abraçar o Caminho do Discípulo.

AKANA MAHAYIHNA
IKI ANU SHAMUAIKA
HUAMANA, HUAMANAH
HUAMANAYKA SHIMINIKA! (3x)

“ SAÚDO A ENTREGA E A DOAÇÃO
AO TEMPLO INTERNO DA CONSCIÊNCIA
CRÍSTICA E A CONSCIÊNCIA DA MÃE
COMO A VELADORA SILENCIOSA !” (3x)



10ª Lei

A LEI DA OBEDIÊNCIA

Marcos 12:17

“... E Jesus, respondendo, disse-lhes: Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus...”

A Lei existe para ser cumprida. O cumprimento da Lei vem pela Obediência.
Toda a Lei está dependente da Obediência. Assim, a Lei da Obediência é presente em todas.

As Leis de Deus são Leis Sábias, Perfeitas, não têm como não ser obedecidas.
Moisés, no seu tempo recebeu o Decálogo da Lei, um conjunto de Leis Civilizadoras, que os ELOHIM (que desceram do céu na Nave) trouxeram, para dar ao Homem da Terra, os preceitos Universais, sob os quais a LEI ÚNICA ou LEI ANTIGA se constitui.

Relembramos a Grande Lei

1.- ADORAR E LOUVAR O ALTÍSSIMO SENHOR, ACIMA DE TODOS OS OUTROS DEUSES
2.- NÃO FAZER IMAGENS DO QUE HÁ EM CIMA NOS CÉUS, NEM NA TERRA, NEM DEBAIXO DA TERRA, NEM NAS AGUAS DEBAIXO DA TERRA
3.- NÃO TOMAR O NOME DE DEUS EM VÃO
4.- SANTIFICAR O DIA DO SÁBADO, DEDICANDO-O AO SENHOR
5.- HONRAR O PAI E A MÃE
6.- NÃO MATAR
7.- NÃO COMETER ADULTERIO
8.- NÃO FURTAR
9.- NÃO DIFAMAR OU DIZER FALSO TESTEMUNHO CONTRA O PRÓXIMO
10.- NÃO COBIÇAR OU INVEJAR OS BENS OU POSSES DO PRÓXIMO, TUDO O QUE ELE TIVER

Esta é a Lei Superior ou Lei Sublime, pela qual se devem reger os homens neste mundo.

Os preceitos da Lei são próprios para este mundo e dados pelos Civilizadores que vieram do céu.
Uma das Leis é bem específica, quando diz que não fará o homem imagem ou imagens de escultura do que há em cima nos céus...

Isto refere-se a que no passado, antes de descerem os Enviados a dar as Leis Civilizadoras, a Humanidade anterior havia alcançado a capacidade de voar nos ares e além do planeta, indo a outros mundos, nos “céus habitados de Deus” (os domínios dos Celestes, os Seus Mundos) e havia intercâmbio comercial e outros entre os mundos.
Porem, um dia, isto foi alvo de violação de Leis, tanto pelos homens como por alguns Filhos de Deus (Celestes) que se rebelaram e travaram-se batalhas que levaram a Terra a ser posta de quarentena.
Isso determinou a expulsão dos Filhos Paradisíacos do contacto com os ELOHIM e à perda da Idade de Ouro.

A partir daí, está (e ainda assim é) interdito ao homem aproximar-se das moradas (mundos) dos Seres Superiores (pois aconteceu que os Filhos de Deus coabitaram com as filhas dos homens da Terra e estas conceberam mutantes e heróis e gigantes), assim como os Seres Superiores estão proibidos de contactar os homens deste mundo, excepto em situações especiais, com os que são escolhidos para o Contacto e são tornados Mensageiros e Arautos do Céu. São designados para ajudar a elevar este mundo.

As naves circulam, mas não fazem contacto com qualquer um e também não se dão a fazer contactos com governantes ou autoridades militares no presente, sendo que esses contactos já foram tentados no século XX da medida de tempo terrestre, com resultados negativos.

Todos os contactos que dai para cá se fizeram, foram feitos pelo lado da Rebelião e pelos Inimigos da Confederação e Inimigos da Humanidade.

Continuando....

“... não fazer imagens.... do que há em baixo, na Terra...”


Refere-se às bases dos ELOHIM que no tempo de Moisés algumas ainda estavam na superfície do planeta (hoje já não sucede isso)

“... debaixo da Terra...”

Bases e Cidades Subterrâneas, entre a crosta, onde Humanidades Superiores, remanescentes de outras convulsões evolutivas existem, assim como Cidades Extra-terrenas e Centros Intra-terrenos.

A todos estes está proibido o acesso livre de qualquer ser da superfície, e se aí entrar acidentalmente, nunca mais retornará.
Só entram aí os Convidados e são muito poucos.

“... nem nos mares debaixo da terra ...”

Centros Oceânicos e seus ocupantes Extraterrestres.

Os mares debaixo da Terra também se referem ao mundo Oco, onde vivem os Filhos de Deus no Paraíso não corrompido, que está constituído aí.

A todos estes locais está interdita a entrada da Humanidade.

Por isso, não deve o homem desejar entrar nesses mundos. Também lhe está interditada a representação em imagens desses Seres e a adoração a eles.

É muito importante focar este aspecto, pois há muitos “contactados”, mas se analisados os factos, os contactos de muitos não obedecem às regras impostas milenariamente, sendo que muitas pessoas são alvo dos Filhos da SATAN e sofrem a colocação dos seus implantes, abusos de manipulações médicas e até partilha sexual.
Nada disso é da Confederação da Luz.


..................

Além das Leis Maiores, Divinas, foram estabelecidas as Leis Menores, Terrenas, ou Temporais, para a administração.

Com base nisto, a Obediência ou a Lei da Obediência é direccionada para as Leis Divinas que são soberanas – as Leis de Deus.

Também contempla as Leis governativas humanas, as leis menores. Porém, elas, se não forem justas, devem de ser contestadas, pois um dever é o de difundir a justiça nas Leis.

SHAMUNAYAH! (3x)


11ª Lei

A LEI DO SUCESSO

João 14:12

“... Na verdade, na verdade vos digo que, aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas; porque eu vou para o meu Pai...”

A Lei do Sucesso está condicionada ao ACREDITAR. É preciso acreditar para dar força à Realização.

As obras de CRISTO são inúmeras e não há livro que consiga registar todas as coisas por ELE realizadas. Mas o Sucesso depende do crer, acreditar na verdade, que é possível realizar e obter.

Jesus esteve limitado no tempo da Sua Missão de portar o CRISTO, porém todos os que acederem à Consciência de CRISTO farão maiores obras que Jesus, pois o CRISTO é Eterno e Eternas são as Suas Obras. Todos os que acedem à Energia CRÍSTICA têm acesso à Realização das Obras do CRISTO.

O Sucesso coroa toda a acção do que é feito na Lei Única do PAI, onde TUDO está intacto e nada está dissociado.
É a Lei do Pensamento Creador Construtivo, a Lei da Edificação, a Realização.

A chave que tudo põe em marcha é o crer. Quem crer que é capaz, consegue e realiza. Será bem sucedido.

O Sucesso é visto no plano Espiritual e deve igualmente ser visto no plano material.

Só há sucesso quando se crê e se acredita, e também quando se actua em consonância com a Lei Maior.

“Tudo o que pedirdes ao PAI em Meu Nome, ELE vo-lo dará”

SHANAY UAKTAMA NAHARYA! (3x)

“O SUCESSO É AQUILO QUE DEUS
ME DEU PARA REALIZAR!” (3x)


12ª Lei

A LEI DO AMOR


Mateus 22: 37-40

“... E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.
“Este é o primeiro e grande mandamento.
“ E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
“Destes dos Mandamentos depende toda a Lei e os Profetas...”



Esta é a Lei Sublime, a Única, que tudo move e sobre a qual todas as outras assentam.

A Chave de todas as Realizações é o Amor e a seguir o Acreditar ou Crer.

Assim é que é CRISTO, Ele Mesmo, uma expressão Viva do AMOR e todos nós O temos dentro de nós, no Coração, que é Onde Deus Reside – O TABERNÁCULO VIVO do ALTÍSSIMO, onde está o SANTO DOS SANTOS.

A Chama da Consciência de Deus é o ATMAM Divino, está em todos os Corações de todos os Seres. Os animais também o portam. É por isso que a crueldade exercida contra os animais será cobrada àqueles que a exercem, pois estas são Consciências Angélicas, puras e Inocentes. Devem ser considerados como as Crianças.

Todo o maltrato dado aos animais é considerado como exercido sobre Crianças.

Francisco de Assis ensinou que os animais eram irmãos da Humanidade.

António de Lisboa (erradamente considerado de Pádua), o famoso Santo António, considerou a irmandade entre os seres humanos e os animais, demostrando-o na sua da famosa pregação aos peixes.

Assim, a Lei do AMOR é a que impulsiona as partículas, move a Energia e mantem os Universos na sua existência.

O AMOR é a Maior Manifestação Viva de DEUS.

Deve, pois, o homem amar a Deus e a si mesmo, ao seu semelhante e, consequentemente, todas as coisas existentes, pois ao AMAR o CREADOR deve Amá-LO na sua Creação, que é o Reflexo da Grandeza e Diversidade d’ELE Mesmo, onde ELE se experiencia buscando novas formas de ser e de estar e de obter novas oportunidades de realização da Consciência.

HUAMANAYKA SHIMINIKA
URU ATAMA! (3x)

“EU SAÚDO O CAMINHO DO AMOR!” (3x)


EPÍLOGO

Aqui estão os Códices que os Cavaleiros da Sombra servindo-se do lado da personalidade não trabalhada e dos aspectos não auto-realizados da Irmã Obreira em que se confiou, retiveram por cerca de quase 10 anos, tendo sido dada uma tradução desviada de 10 e não das 12 Leis.

Assim, aqui está o legado Vitorioso da MÃE, que foi recebido nas águas Sagradas do Rio Zêzere em LYS.

Saibam os Seres Humanos trabalhar os processos de autoconhecimento, no Caminho da Santificação e do encontro com o Seu Cristo Interno.

Com Amor

Carlos Carvalho
(SOL-RAH)
(Aro Solar 515)